quinta-feira, dezembro 04, 2008

A maior greve de sempre ?

.



Há quem diga que os professores fizeram a maior greve de sempre. Por respeito para com a longa luta dos trabalhadores portugueses devemos perguntar-nos:

- era a "avaliação" a maior injustiça de sempre ?
- era a "avaliação" a questão laboral ou política mais importante de sempre ?
- era a ministra da educação o patrão ou o tirano mais repugnante de sempre ?
- eram estes lutadores os mais corajosos ou os mais impunes de sempre ?

.

6 comentários:

hb disse...

a questão não passa só pela avaliação. desde o ecd que a luta dos professores ganhou uma dinâmica própria e incomum (e muitas vezes fora da esfera de controlo dos sindicatos)

F. Penim Redondo disse...

Caro hd,

a sensação que dá é que os professores de repente resolveram canalizar todas as razões de queixa, mesmo as muito antigas, a pretexto da avaliação, para a demissão da ministra.

Ao fim e ao cabo eu acho que nem eles sabem bem o que querem e por isso nem fazem propostas.

Queriam que os alunos fossem diferentes, que as escolas fossem mais perfeitas que a sociedade envolvente fosse mais solidária, etc, etc.

Muitos deles se calhar até queriam ter outra profissão.

antónio m p disse...

Caro F. Penim Redondo, que você não perceba o que eles querem, já deu para perceber. E que apesar das questões que coloca, "os professores fizeram a maior greve de sempre", é um facto. Que não estamos a falar de carneiros nem de criancinhas inconscientes mas de pessoas como nós, é outro. Que nada disto seja relevante, duvido.

Anónimo disse...

"desobedecer como os professores e deixar de pagar os meus impostos certamente serei perseguido pela justiça."

"mas não pode ser uma forma de subverter a ordem democrática, desobedecendo sistematicamente às leis legítimas do país. Isso seria a anarquia."

"Eu se fosse governo já tinha promovido um referendo.
Não podemos estar todos refens da comodidade dos professores."

Pura demagogia meu caro e que grande confusão parece-me que acabou por fugir ao assunto e fazer uma grande confusão. Um discurso incoeerente (está no seu direito)

F. Penim Redondo disse...

As minhas perguntas continuam sem resposta.

Por uma questão de lana caprina põe-se o sistema de ensino a ferro e fogo demonstrando uma inadmissível impunidade.

A generalidade dos cidadãos que sofre muito maiores injustiças e que não tem meios para exercer tais chantagens vê, impotente, os seus filhos à mercê destas birras.

Anónimo disse...

Desculpe-me,mas as questões são pertinentes assim como o seu colega do xatoo,só que mais profundas.Para o sr.não há a questão destruição do ensino público,para entregar à 'iniciativa privada'por estes TODOS governos a seguir ao 25 de Nov.75,penso que não é um problema de somenos importância.Quero dizer,nesta fase do campeonato,isso é de somenos importância-o que é necessário é q o sócrates e seus apaniguados se esturrem e que vão para o inferno e,nas eleições se reduzam ao seu justo pequeno numero de nomenklatura do sistema dos BPN,BPP,BCP que é para esses que se esfalfam a 'trabalhar',i.e,o PS/D ,CDS!!