segunda-feira, agosto 21, 2017

Erro monumental



Reagir ao atentado com uma "missa de Estado" é um erro monumental.
O fanatismo religioso deve ser combatido com civismo e não com manifestações de uma outra religião.
E o pior é que isto aconteceu com total impunidade, como se fosse uma coisa natural.

Nada tenho contra cerimónias fúnebres feitas pelos familiares das vítimas que sejam religiosos. A impunidade de que falo é a complacência de considerarmos normal que cristãos, ateus e muçulmanos sejam todos, à força, "homenageados" pelo bispo de Barcelona. Na presença dos mais altos representantes do Estado que se diz laico.

domingo, agosto 20, 2017

quarta-feira, agosto 16, 2017

quinta-feira, agosto 10, 2017

terça-feira, agosto 01, 2017

Uma porta vulgar


Uma porta vulgar
Hoje fui à Feira da Ladra e passei pela rua da Verónica.
De repente lembrei-me desta porta onde, no princípio dos anos 70, tive alguns encontros clandestinos.
Levava até lá um mala pesadíssima, cheia de papéis proibidos pelo salazarismo, e esperava 5 minutos por alguém que devia declinar a senha combinada e receber o material.
Aconteceu-me algumas vezes a coisa falhar e eu ter que trazer de volta o pesadelo da mala até ao carro e, de novo, para casa.
Alguns jovens turistas mostraram-se surpreendidos por me ver fotografar uma coisa tão desinteressante.