quarta-feira, novembro 11, 2009

Casamento ou união de facto ?

.


.
Em Portugal celebraram-se menos casamentos e houve mais casos de divórcio em 2008 do que no ano anterior, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
Em 2008 realizaram-se 43.228 mil casamentos contra os 46.329 mil celebrados em 2007.
Quanto aos divórcios foram decretados 26.885 mil em 2008 contra os 25.411 em 2007.
Estes dados dos divórcios são provisórios e incluem divórcios realizados nas conservatórias, tribunais e separações de pessoas e bens decretadas pela Justiça.
Apesar deste quadro, em 2008 nasceram mais bebés em Portugal do que no ano anterior: 104.594 mil nados vivos (em 2007 foram 102.492 mil), filhos de mães residentes em Portugal. Isto faz supor que a união de facto é uma solução cada vez mais adoptada.
Os homossexuais, os únicos que parecem ainda querer casar, podem ser a última esperança para a indústria dos trajes e dos "copos de água".

.

2 comentários:

Anónimo disse...

Penso poder dizer-se que os heterosexuais que optam por se casar vão-se tornando, eles próprios, uma minoria.

Os homossexuais ao casar-se vão portanto, enquanto casados, juntar uma nova condição minoritária àquela que já tinham.

Luana disse...

Olá!

A minha investigação de Doutoramento, focada na intimidade conjugal e agora apoiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), já está a decorrer!

Precisamos de casais casados (não interessa há quanto tempo) ou em união de facto (que vivam juntos há pelo menos 2 anos) e que tenham pelo menos o 9º ano.

Queremos casais de várias idades (sem limite de idade), com ou sem filhos, urbanos ou rurais, de todos os espectros políticos, altos ou baixos, magros ou gordos, etc.

Agradecemos imenso a vossa ajuda na divulgação aos vossos amigos e familiares. Mesmo que não possa/não queira participar, há sempre um amigo que tem um amigo que pode conhecer alguém que queira participar.

O contacto para participar é projectointimidades@gmail.com

Mais informações sobre o estudo no site do projecto: https://sites.google.com/site/intimacyanddesire/

Obrigada!


--
Luana Cunha Ferreira
Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisbo