quarta-feira, fevereiro 16, 2011

Consciência de classe

.



Ontem a RTP ouviu, durante o noticiário da noite, algumas pessoas afectadas pela greve da CP. Uma delas, uma mulher, disse mais ou menos o seguinte:

"É inadmissível que quem ganha 1.500 euros crie problemas a quem tem dificuldade em manter um emprego onde ganha 500".

Haverá quem diga que este tipo de opiniões revela falta de "consciência de classe". Seja como for, não pode deixar de se registar este sentimento partilhado sabe-se lá por quantos trabalhadores da periferia de Lisboa.

.

2 comentários:

Anónimo disse...

-Coitadinhos dos pobrezinhos

candido disse...

Não vão de comboio, quando podiam ir de Ferrari!? Anónimo, isto é reflexo do novo paradigma que se avizinha a passos largos. Bem mais sério do que parece!