sexta-feira, novembro 22, 2013

O golpismo senil

.



O golpismo senil
com apelos inconstitucionais ao derrube violento do governo e da presidência, com a tentativa de manipulação dos polícias numa insurreição de "escada acima, escada abaixo", remete Portugal para os piores pesadelos da farsa sul-americana.
E vai custar caro ao país em juros da dívida.

6 comentários:

Luis disse...

Este comentário é inesperado,vindo de quem eu penso que vem. Mário Soares,que já nada tem a conquistar do ponto de vista político,achou por bem,como "senador" da nossa república, apelar a uma convergência de objectivos com todos quantos,ainda que com divergências politico -partidárias mostrem concordância no combate e denúncia ao statu quo.De facto,se a direita politica e dos interesses tem tanta facilidade em coligar-se,em encontrar pontes para governar, natural se torna procurar vias de entendimento e diálogo que possibilitem à esquerda e a outras forças encontrar esses consensos.Pese a idade,Soares conseguiu aproximar nesta emergência democrática ,pois é disto que se trata,representantes significativos dessas forças.

Luis disse...

Fiquei surpreendido,vindo de quem penso vir. É inegável que a direita política e dos interesses encontrou pontes e plataformas de entendimento.Como surpreender-se que partidos,forças inorgânicas e personalidades singulares procurem ,com a meritória iniciativa de quem já não procura benesses,Mario Soares um "senador" da república,levar por diante esse entendimento no quadro desta emergência democrática. Sim, é disto que se trata.Acaso não estamos nessa emergência?

Luis disse...

Fiquei surpreendido,vindo de quem penso vir. É inegável que a direita política e dos interesses encontrou pontes e plataformas de entendimento.Como surpreender-se que partidos,forças inorgânicas e personalidades singulares procurem ,com a meritória iniciativa de quem já não procura benesses,Mario Soares um "senador" da república,levar por diante esse entendimento no quadro desta emergência democrática. Sim, é disto que se trata.Acaso não estamos nessa emergência?

Cristiano Ribeiro disse...

A extrema direita não diria (e ilustraria) melhor.

Cristiano Ribeiro disse...

A extrema direita não diria (e ilustraria) melhor.

Cristiano Ribeiro disse...

A extrema direita não diria (e ilustraria) melhor.