sábado, setembro 29, 2012

OS NOVOS AMIGOS DO POVO

.




Cofesso que me sinto incomodado por constatar que as recentes manifestações, contra a Troika e contra a austeridade, têm beneficiado de cobertura integral, em directo, pela televisão.
Durante décadas participei em incontáveis manifestações políticas e sindicais que as televisões remetiam, muito condensadas, para o mar da palha dos noticiários. Nessa altura esses meios estavam ao serviço da burguesia, ou do governo, o que era a mesma coisa.
Agora, o Balsemão e congéneres, acicatados pelo perigo da privatização da RTP, converteram-se em abnegados militantes da democracia itinerante ?
Com amigos destes a Revolução está ao virar da esquina





.

4 comentários:

Anónimo disse...

Olha que não, Fernando...
A partir das 21h essa coisa da Inter acabou-se !!!

JPedro

Rogério Pereira disse...

Com Balsemão, ou não
A Praça estava cheia
(e lá no fundo, me pergunto
se não é isso que te chateia...)

F. Penim Redondo disse...

O que me chateia é que as pessoas se insurjam com base numa mistificação do que é a verdadeira causa dos seus problemas.
Hoje, como ontem, sairão dessa experiência desiludidos e descrentes.

F. Penim Redondo disse...

Rogério, já me esquecia de te dizer que estás a descambar para um estilo perverso de polícia das consciências. Tem cuidado.