sábado, março 10, 2012

Jogos de Sombras





É lamentável que os noticiários, debates e discursos dediquem quase todo o tempo a questões que, apesar de relevantes, são obviamente menores tendo em vista a situação do nosso país. 
Apenas porque proporcionam sound bites mais sonantes, o prefácio do Cavaco, as devoluções da Lusoponte e o tiro ao Álvaro, por exemplo, monopolizaram as atenções durante vários dias.
Cabe perguntar se não seria mais importante discutir profundamente: as privatizações que ainda falta fazer, as modificações da legislação laboral, as estratégias para aumentar as exportações, as formas de substituir importações por produtos nacionais, os critérios para determinar o momento adequado para uma renegociação dos empréstimos externos, a importância da diversificação das relacões internacionais etc, etc, etc.
Os nossos jornais e televisões fazem tudo para que fiquemos a conhecer, em detalhe, a opinião de todos os comentadores sobre o último fait-divers; entretanto não fazemos ideia nenhuma das multiplas causas, evolução e implicações do desemprego.

Alguém ainda pensa no futuro do país ou estão todos a pensar apenas na próxima chicana?

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Sintonia... quase perfeita

(corrige o titulo, pode criar... um fait-divers)

F. Penim Redondo disse...

Obrigado pelo alerta, Rogério.