domingo, abril 16, 2006

O jogo chines

Estou em Pequim ha' dois dias e ainda nao parei de me surpreender com o ambiente de transformacao que se mete pelos olhos dentro.

Os arranha-ceus vao batendo novos recordes em altura mesmo quando ja' esta' em construcao aquele que os vai destronar dentro de alguns meses.

As sedes das grandes multinacionais sucedem-se ao longo das gigantescas avenidas e os bairros pobres escondem-se por detras ate' serem expulsos por um novo empreendimento.

A tactica oriental parece ser a utilizacao dos "imperialistas" para dar um "grande salto em frente" embora deixando-os ganhar bastante dinheiro nesse processo. Numa segunda fase os chineses tratarao de tirar partido da sua dimensao e da sua proverbial persistencia.

Este e' um jogo complexo cujas consequencias e implicacoes e' bastante dificil abarcar.

(desculpem a falta da acentuacao)

2 comentários:

Joana Lopes disse...

Continua a espantar-te - isso é. de facto, extaordinário. Em Xangai ou em Pequim,se voltares a uma mesma janela umas horas mais tarde, arriscas-te a ver mais um andar num prédio em frente.
Outra experiência a não perder é pensar na Europa quando se está aí.
Um abraço e boas viagens.

maria júlia disse...

E o gigantismo criará uma sociedade futura melhor para o ser humano?. Eu sinceramente não me parece! Boas viagens para todos.