sexta-feira, dezembro 30, 2016

Bom Ano


terça-feira, dezembro 27, 2016

A CONCERTAÇÃO SOCIAL



A CONCERTAÇÃO SOCIAL
tal como é vista pelo Ministro Augusto Santos Silva 
1. Trabalhos preparatórios e confraternização dos parceiros sociais
2. Negociações sobre salário mínimo revelam-se bastante tensas
3. Arménio Carlos e António Saraiva travam-se de razões sob o olhar atento de Vieira da Silva









quinta-feira, dezembro 22, 2016

O duplo



O duplo
ontem vi pela primeira vez esta forma de "traduzir" Marcelo para linguagem gestual, com o tradutor dois passos atrás do Presidente.
Confesso que tive dificuldade em me concentrar. Estava sempre com curiosidade para ver em que gestos iriam ser convertidos os recados subliminares do discurso.
Para além de reduzir a eficácia da comunicação a presença do tradutor cria um ambiente de palco que, dada a própria teatralidade de Marcelo, retira veracidade ao discurso.

sábado, dezembro 17, 2016

Cuidado




CUIDADO
Há 11 anos a euforia da esquerda e a desorientação da direita eram ainda muito maiores.
Sem querer ser desmancha-prazeres tenho no entanto que dizer o seguinte: o homem que teve 45% em 2005, o famoso "engenheiro" Sócrates, acabou como arguido por corrupção. E deixou-nos uma Troika como herança.

sexta-feira, dezembro 16, 2016

A Caixa continua a patinar


A Caixa é essencial e urgente
A recapitalização da Caixa é fulcral
A Caixa deve ser totalmente independente da política
A Caixa precisa urgentemente de uma gestão altamente profissional
A Caixa, ao fim de um ano de retórica, continua a patinar

quarta-feira, dezembro 14, 2016

Alameda das Descobertas hoje de manhã



Alameda das Descobertas hoje de manhã 
Duas ciclovias paralelas, independentes, de Sul para Norte e de Norte para Sul
Como se pode ver o próprio movimento de automóveis é pequeno.
Eliminou-se uma faixa de rodagem para construir a ciclovia. 
Agora, se houver uma situação de emergência, 
com algum carro empanado na única faixa existente, 
como circularão os meios de socorro?





terça-feira, dezembro 13, 2016

A fama dos portugueses





A fama dos portugueses
Centenas de milhões de pessoas, por todo o mundo, julgavam que os portugueses eram autênticos deuses modernos, belos e atléticos, espalhando magia pelos relvados.
Mais recentemente perceberam que afinal também podem ter duplo queixo e fazer discursos chatos.

sábado, dezembro 10, 2016

O populismo



O populismo,
que justamente preocupa os portugueses, é normalmente associado a comportamentos agressivos e desbragados, recheados de teorias politicamente incorrectas.
Mas, correndo o risco de chocar os meus leitores, eu pergunto: os políticos que só dizem coisas redondas e fofinhas, que garantidamente deliciam o povo, não corresponderão também uma uma outra forma de populismo?
Quem governa deve ser avaliado pelo que faz em prol do bem comum ou por demonstrações sentimentais?
Os governantes não são da nossa família e nem sequer do nosso grupo de amigos chegados. Se não nos conhecem de lado nenhum como podem então manifestar-nos tanto afecto?
Será apenas para obter a nossa condescendência quando decidirem levar por diante as suas agendas?

quinta-feira, dezembro 08, 2016

As consequências



Ao contrário do que diz Costa os seus antecessores nunca negaram a possibilidade da recapitalização da CGD. 
Ela foi sempre possível mas com pesadas consequências. 
Estas consequências.
A única habilidade do Costa é conseguir falar da recapitalização como se não tivesse consequência alguma (e ter os partidos à sua esquerda e os sindicatos anestesiados perante o que aí vem).

quarta-feira, dezembro 07, 2016

Pensamento estatístico



Pensamento estatístico
o país vai-se enchendo de lombas que provocam impactos indesejáveis mesmo nos automobilistas que circulam dentro dos limites de velocidade. Presumo que se trata de iniciativas ilegais mas, por obra e graça do políticamente correcto, toleradas.
A todos os imbecis que decidem tal coisa, que parece estar na moda, recomendo um pensamento estatístico.
Por cada acidente que talvez evitem com a instalação das lombas provocarão certamente problemas de saúde nos milhares de cidadãos que são forçados a circular por cima delas (descolamentos de retina, traumatismos vertebrais, etc, etc).

sexta-feira, dezembro 02, 2016