domingo, março 31, 2013

Combóio Nucturno para Lisboa



.


COMBOIO NOCTURNO PARA LISBOA
Creio que uma boa parte da desilusão com este filme resulta, como em todas as desilusões, do excesso das expectativas. Toda a gente gostava que ele fosse "o grande" filme da resistência anti-fascista que ainda não existe.
Mas é apenas uma história interessante, com um texto acima da média e com actores de alto nível num regime intimista.
O tédio surge aqui e ali, é verdade, mas o próprio tédio existe. Há que admiti-lo.
Talvez António Costa já não precise de convidar o Woody Allen para mostrar Lisboa aos incautos. Ela está neste combóio e nem sempre "para inglês ver"

.

sábado, março 30, 2013

Décimo Aniversário



Do Capitalismo para o Digitalismo
 http://digital-ismo.blogspot.pt/
Faz em 2013 dez anos que o livro foi publicado.
Resolvi, para comemorar, fazer algumas citações que me parecem relevantes no momento actual.






O LOBO E O CORDEIRO


O LOBO E O CORDEIRO
- Não sei quem lhe terá contado tal coisa, senhor lobo, mas olhe que é falso, acredite. A prova é que no ano passado eu ainda não tinha nascido.
- Pois se não foste tu, foi o teu pai! - rosnou o lobo, saltando em cima dopobre cordeiro inocente.

Sempre que oiço invocar Hitler para chantagear a Alemanha lembro-me de La Fontaine. 
É muito feio, é mesmo ao estilo nazi, culpar os alemães actuais por crimes que aconteceram antes de eles terem nascido com o simples intuito de os pôr a pagar os nossos défices.
Ainda por cima, para tornar a coisa mais obtusa, esquecem que a Alemanha também produziu Bach e toda uma série de grandes génios da cultura universal.

quinta-feira, março 28, 2013

A Força da Fotografia

.




A Força da Fotografia 

Uma história tocante contada por Nancy Martha West, autora do livro 
"Kodak and the Lens of Nostalgia"

.

segunda-feira, março 25, 2013

O BPN da Europa


O Chipre é uma espécie de BPN da Europa.
Felizmente parece que não vai ser "nacionalizado" à conta dos contribuintes europeus.
Acho bem que se passe a mensagem, a todos os paraísos fiscais e bancos especulativos, de que os seus depositantes, credores e acionistas podem vir a arcar com os prejuizos.
Talvez assim impeçam os bancos de seguir por maus caminhos.


.

Narrativas Infantis

.



Portugal não levantará a cabeça enquanto as suas pretensas elites, políticas e culturais, não saírem do actual estado de negação. 
Essa negação consiste em omitir o verdadeiro estado do país, que é da nossa responsabilidade, e o contexto internacional global que nós pouco podemos influenciar. 
Em vez de encarar os problemas frontalmente, assumindo todas as consequências, têm-se entretido, para esquecer a realidade, com narrativas infantis em que abundam as bruxas como a Merkel, os lobos maus como o Passos Coelho e mesmo vários príncipes, como o Hollande, cujos beijos redentores nunca mais acordam a Bela Adormecida.
Além de não levar a parte nenhuma tanta infantilidade começa a ser ridícula.
Cresçam.


.

domingo, março 24, 2013

Contribuição Extraordinária de Solidariedade



Contribuição Extraordinária de Solidariedade
Muito se tem escrito sobre a provável declaração de inconstitucionalidade desta medida e dos efeitos que isso terá sobre o governo.
Mas pouco se tem falado sobre a coisa, em si, e o seu significado social e político.
Esta "contribuição extraordinária" não difere muito das propostas do BE para se taxar "a riqueza". O património quantificado pelo BE para definir um rico era. aliás, uma pechincha para os rendimentos de certas pensões (como por exemplo a do Filipe Pinhal)
A esta luz é fácil perceber a quem serve realmente a esperada decisão do Tribunal Constitucional. Não é certamente aos reformados pobres.

sábado, março 23, 2013

quinta-feira, março 21, 2013

Eles andem aí...



algo estranho, que me escapa, aconteceu. 
Os coelhos saem das tocas, ou melhor, das cartolas uns atrás dos outros.
O Sócrates está prometido para Abril e, ainda agora, levei com o Coelhone em pleno horário nobre. E o que disse ele ?
Ora, disse que os dirigentes europeus são umas bestas. Penso que não há hoje português que se preze e que, vendo à frente um microfone, não pratique esse novo desporto nacional; "são umas bestas".
Esta rapaziada bipolar está pois numa fase auto-confiante à qual, suspeito, se sucederá a depressão. Não é crível que tenha florescido neste cantinho à beira mar plantado, sem mais nem menos, tanta soma de QI's.
Nem os europeus se deixam já impressionar com os nossos ares superiores. É que levaram para lá o nosso Durão Barroso e o resultado foi o que se viu.
Por isso, francesas e alemães, checos e polacos dizem pelos corredores de Bruxelas à boca pequena que nós somos um bocadinho ridículos, nem sequer alcançamos ser muito ridículos.


p.s. Já me esquecia de partilhar convosco uma cena hilariante. O perclaro Zurrinho comparou, na TV, o piedoso papa Francisco com a megera da canceler Merkel. Só visto...

.

CHIPRE = MISTIFICAÇÃO



sucedem-se as declarações enfáticas acerca do carácter irrepetível do que aconteceu em Chipre à mistura com receios de quebra de confiança nos bancos.
Mas o que aconteceu em Chipre foi uma decisão do poder político e nada tem a ver com a incapacidade dos bancos em cumprir as suas obrigações para com os depositantes.
Foi o governo de Chipre que decidiu cobrar um imposto directamente das contas bancárias, logo os cidadãos não têm que culpar os bancos mas sim o governo.
Eu recebo a minha pensão numa conta bancária mas, quando ela é depositada, já vem amputada da retenção na fonte. Ou seja, o meu caso é ainda pior do que o dos cipriotas pois o montante retido pelo estado nem chega a entrar na conta bancária para depois de lá ser retirado.
Por outro lado os 6,5% que lhes queriam tirar é menos do que o valor de um dos dois subsídios que eu perdi em 2012. Eles queixam-se porquê ?
Tudo isto é uma enorme mistificação.


.

terça-feira, março 19, 2013

Neo-liberalismo ?

.




E pergunta o Filipe Pinhal: isto é neo-liberalismo ?
Só se for neo-liberalismo social ou então socialismo neo-liberal.


,

domingo, março 17, 2013

sexta-feira, março 15, 2013

O PCP tinha razão

.





O PCP TINHA RAZÃO
quanto ao significado de classe e à inconsequência do esquerdismo.
Eu, durante a minha juventude, antes e depois do 25A, tive que os aturar (o que não foi nada fácil).
Depois de, com as suas irresponsabilidades, terem contribuído para o abortar do 25 de Abril, mudaram de ares e instalaram-se confortávelmente nas cadeiras dos vários poderes.
Hoje, à boleia da crise, andam de novo por aí uns laivos da mesma moléstia, com outros rostos e outros estilos. 
Como sempre consideram-se os mais puros revolucionários e não têm contemplações com quem se atreve a contraditá-los.


.

quarta-feira, março 13, 2013

You have two cows

.




Publicado por Alyn Owen no Facebook


SOCIALISM
You have 2 cows.
You give one to your neighbour

COMMUNISM
You have 2 cows.
The State takes both and gives you some milk

FASCISM
You have 2 cows.
The State takes both and sells you some milk

NAZISM
You have 2 cows.
The State takes both and shoots you

BUREAUCRATISM
You have 2 cows.
The State takes both, shoots one, milks the other, and then
throws the milk away

TRADITIONAL CAPITALISM
You have two cows.
You sell one and buy a bull.
Your herd multiplies, and the economy
grows.
You sell them and retire on the income

ROYAL BANK OF SCOTLAND (VENTURE) CAPITALISM
You have two cows.
You sell three of them to your publicly listed company, using letters of credit opened by
your brother-in-law at the bank, then execute a debt/equity swap with an associated general offer so that you get all four cows back, with a tax exemption
for five cows.
The milk rights of the six cows are transferred via an intermediary to a Cayman Island Company secretly owned by the majority shareholder who sells the rights to all seven cows back to your listed company.
The annual report says the company owns eight cows, with an option on one more. You sell one cow to buy a new president of the United States , leaving you with nine cows. No balance sheet provided with the release.
The public then buys your bull.

SURREALISM
You have two giraffes.
The government requires you to take harmonica lessons.

AN AMERICAN CORPORATION
You have two cows.
You sell one, and force the other to
produce the milk of four cows.
Later, you hire a consultant to analyse why
the cow has dropped dead.

A GREEK CORPORATION
You have two cows. You borrow lots of euros to build barns, milking sheds, hay stores, feed sheds,
dairies, cold stores, abattoir, cheese unit and packing sheds.
You still only have two cows.

A FRENCH CORPORATION
You have two cows.
You go on strike, organise a riot, and block the roads, because you want three
cows.

A JAPANESE CORPORATION
You have two cows.
You redesign them so they are one-tenth the size of an ordinary cow and produce
twenty times the milk.
You then create a clever cow cartoon image called a Cowkimona and
market it worldwide.

AN ITALIAN CORPORATION
You have two cows,
but you don't know where they are.
You decide to have lunch.

A SWISS CORPORATION
You have 5000 cows. None of them belong to you.
You charge the owners for storing them.

A CHINESE CORPORATION
You have two cows.
You have 300 people milking them.
You claim that you have full employment, and high bovine productivity.
You arrest the newsman who reported the real situation.

AN INDIAN CORPORATION
You have two cows.
You worship them.

A BRITISH CORPORATION
You have two cows.
Both are mad.

AN IRAQI CORPORATION
Everyone thinks you have lots of cows.
You tell them that you have none.
No-one believes you, so they bomb the ** out of you and invade your country.
You still have no cows, but at least you are now a Democracy.

AN AUSTRALIAN CORPORATION
You have two cows.
Business seems pretty good.
You close the office and go for a few beers to celebrate.

A NEW ZEALAND CORPORATION
You have two cows.
The one on the left looks very attractive...

domingo, março 10, 2013

APRE !!




Maria do Rosário Gama, líder da recém formada organização de reformados e pensionistas, esteve no último programa "Expresso da meia noite".
Durante o debate recusou-se a reconhecer que os aposentados da administração pública tiveram, durante décadas, um cálculo do valor das pensões muito mais favorável do que os reformados do sector privado.
Isto apesar de ter sido repetidamente alertada para essa inadmissível diferença de tratamento (de que ela própria foi certamente beneficiária).
Dessa forma projectou uma imagem que só pode ter duas leituras: ou incompetência (que não é provável) ou desonestidade intelectual. Perante centenas de milhares de tele-espectadores.
Um mau serviço à causa que diz defender.


.

sábado, março 09, 2013

Para acabar de vez com a escassez

.





A próxima luta da sociedade portuguesa não será partidária, mas sim ideológica, defendeu hoje o secretário-geral do PS, António José Seguro.
Para isso está já preparado o veículo, que revelamos em primeira mão, com que percorrerá o país em campanha contra a austeridade.


.

O sono da razão produz monstros



O sono da razão produz monstros
A maior tragédia da crise em que o país mergulhou é, provavelmente, a degradação moral e ética que a luta por interesses corporativos e partidários está a produzir. 
No afã de defender as próprias trincheiras abandona-se as mais elementares regras da racionalidade e mesmo do senso comum.
Generalizam-se as falcatruas retóricas, as comparações enviesadas e a defesa descarada das mais óbvias injustiças e desmandos.
Esta degradação do espírito, resultante da incapacidade para resistir dignamente à adversidade, é mais difícil de reverter do que a insustentabilidade das dívidas.


.

quinta-feira, março 07, 2013

NUNCA GOSTEI DO CHAVEZ



 
ou seja, nunca gostei daquilo que Chavez representava.
Ele era o símbolo mais gritante da ilusão sobre o socialismo como uma espécie de caridade que os dirigentes "humanistas" praticam para salvar o povo da pobreza.
Mas nem todos têm petróleo e é uma grande mistificação pensar que uma nova sociedade, mais justa, depende da bondade súbita dos governantes em vez da transformação lenta e profunda das relações de produção.
Por isso, sem pôr em causa a sinceridade do seu populismo, e até simpatizando com a sua personalidade espontânea, acho que o seu "socialismo do Século XXI" causou grandes prejuizos ao progresso da humanidade.
Não quis deixar de o dizer agora que a fúria dos obituários amainou e que a reflexão talvez se torne, de novo, possível.


.

terça-feira, março 05, 2013

OS PARTIDOS (r-i)




A seguir à Revolução foi a febre dos partidos (m-l), ou seja, marxistas-leninistas. Não havia cão nem gato que não quisesse ser (m-l), uma consigna muito prestigiante nesses tempos.
Há quem diga que mesmo o PPD, que era então a favor do socialismo, só não a adoptou por ser um gesto demasiado ridículo.
Hoje, ao ouvir a lenga-lenga partidária, quase sempre em tom melodramático, aconselharia os partidos a acrescentar ao seu nome o sufixo (r-i).
Exemplo: Partido Socialista (r-i) *
* (r-i) = retórica inconsequente


.

segunda-feira, março 04, 2013

E se Passos Coelho se demitisse ?




Há seguramente exageros nesta análise saída hoje no Jornal I.
Mas a verdade é que os manifestantes do dia 2 de Março, se fossem chamados a formar um governo para substituir Passos Coelho, jamais se entenderiam sobre o programa a aplicar.
É esta diversidade irremediável que torna ineficaz a força aparente desta grande manifestação.


.

À Lagardère



Infelizmente muitos portugueses ainda estão convencidos de que basta correr com a Lagarde para termos tudo à Lagardère


.

domingo, março 03, 2013

O primeiro dia pós-Troika lixada

.


Que se lixe quem ?




E se a procissão da austeridade ainda for no adro ?
Que se lixe quem ?

.

sexta-feira, março 01, 2013

MITIC

.



Já vai sendo tempo de falar de outro tipo de vítimas da crise. 
Nem todos sofrem dos comezinhos problemas económicos.

.