sexta-feira, dezembro 31, 2010

Reveillons enfants de la patrie

.










.

Internet na China

.




A China atingiu em novembro o número de 450 milhões de internautas, 20,3% mais que em 2009, informou o chefe do departamento de informação do Conselho de Estado (Executivo), Wang Chen. Embora a China seja o maior mercado de usuários da internet do mundo, há ainda um enorme campo para crescimento, já que menos de 50% de sua enorme população tem acesso à rede.

O gigante asiático se conectou à internet em 1994, e desde então o seu uso cresceu em marcha acelerada, apesar de o governo chinês continuar impondo fortes limitações ao acesso a determinados sites, muitos deles estrangeiros. Algumas das páginas mais populares do mundo, como YouTube, Twitter e Facebook, estão censuradas na China, embora seja possível acessá-las através de servidores VPN, que "escondem" a direção IP dos usuários.

Apesar das restrições, a internet se tornou na China um meio de informação muito mais dinâmico e livre que outros convencionais, como televisão e jornais. Por isso, serviu para divulgar inúmeros escândalos de corrupção e crimes, além de formar novos líderes de opinião, como o escritor Han Han, considerado o blogueiro mais lido do mundo.

Terra.com.br 30.12.2010


.

quinta-feira, dezembro 30, 2010

Afinal a sustentabilidade interessa a todos



Lisboa, 29 dez (Lusa) -- Os desempregados com rendimento superior ao salário mínimo nacional vão começar a pagar taxas moderadoras a partir de 1 de janeiro do próximo ano, estipula uma portaria publicado no Diário da República.
A existência de novas regras já era conhecida desde junho, mas não se sabia qual o limite máximo do rendimento a partir do qual os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) vão passar a pagar as taxas moderadoras.
O diploma, publicado na terça-feira, estabelece também que os reformados que recebam rendimentos acima dos 485 euros vão deixar de ter acesso gratuito aos cuidados prestados pelo SNS, tendo que pagar taxas moderadoras.

Depois das taxas moderadoras, os desempregados e pensionistas ficam também a saber que vão ter que pagar quando os casos não são urgentes.
O argumento repete-se. O secretário de Estado adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, diz que é preciso garantir a sustentabilidade do Estado social.
«As regras definem que tem de haver maior rigor na definição da razão clínica pelo qual o transporte deve de ser subsídiado pelo Serviço Nacional de Saúde, tem de haver uma razão clínica objectiva, que seja demonstrável, que seja da responsabilidade do médico e os transportes só serão pagos a pessoas que tenham maiores dificuldades económicas», adianta.



Admito que seja necessário e, em certa medida, defensável.
Mas não era o PSD que queria destruir o SNS tendencialmente gratuito?

.

quarta-feira, dezembro 29, 2010

Novela sem fim



Juíz do Tribunal de Instrução Criminal deu a possibilidade a arguidos para recorrerem da última ordem de destruição das escutas dada pelo Presidente do Supremo Tribunal de Justiça.
O juiz de instrução Carlos Alexandre abriu uma porta aos arguidos do processo Face Oculta que pretendam evitar a destruição das escutas entre Armando Vara e José Sócrates. Num despacho concluído ontem, o magistrado titular do Tribunal Central de Instrução Criminal ordenou - pela primeira vez neste processo - que os arguidos fossem notificados da última decisão de destruição de escutas feita pelo presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha do Nascimento, relativa a umas conversas e SMS que tinham ficado guardados no sistema informático da Polícia Judiciária.
Ao mesmo tempo, Carlos Alexandre referiu que só "após trânsito" da decisão, isto é, depois dos arguidos se pronunciarem, é que iria dar cumprimento à ordem de destruição.
DN 29.12.2010


Uma novela que nunca mais acaba.

.

terça-feira, dezembro 28, 2010

Portugueses afinal têm confiança no futuro

.



Estes números da SIBS parecem reflectir um comportamento irresponsável por parte dos portugueses ou então sou eu que não estou a perceber.
Então o futuro não se apresenta carregado de ameaças?
Para além de dissiparem as poupanças das famílias estas compras contribuem para o desiquilibrio das contas já que grande parte dos produtos provem da importação.
Não me venham dizer que estes movimentos todos foram feitos pelos accionistas da PT.


.

O efeito borboleta

.



Subida de juros na China impede ganhos em Wall Street

Os principais índices norte-americanos começaram a última semana do ano no 'vermelho' e interrompem um ciclo de quatro semanas de ganhos.
A penalizar as bolsas em Nova Iorque está o anúncio de que a China aumentou a sua taxa de juro para tentar travar o crescimento económico.
Diário Económico 28.12.2010

Faz lembrar o "efeito borboleta" que, a propósito das conclusões de Lorenz no âmbito da teoria do caos, admite que o bater de asas de uma borboleta, aqui,  pode provocar um tufão do outro lado do mundo.

.

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Multas subsidiadas

.



Com as novas regras da lei do financiamento partidário, os partidos vão passar a acrescentar as multas, ao partido ou a dirigentes, às despesas, uma parcela que é subsidiada pelo Estado.
Assim, o dinheiro que os partidos pagam de coimas regressa aos seus cofres mais tarde, sob a forma de subvenção, avança a edição do Público.
O jornal ouviu também Luís de Sousa, investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa para a área da corrupção, considerando que esta medida funciona como «alçapão» para escapar à lei. «Assim deixa de ser coima, deixa de ter efeito punitivo. As multas têm que ser sentidas na pele, têm que ser subtraídas à subvenção», explica.

Este caso, só por si, é suficiente para explicar a razão do nosso atraso e da nossa precária situação actual. Neste ambiente, e com esta gente, não é possível qualquer esperança no futuro.

.

domingo, dezembro 26, 2010

Vinho Verde Party


Fui recentemente convidado a aderir ao "Tea Party Portugal" e assim "manifestar a revolta dos cidadãos contra o massacre fiscal".

Pela defesa das famílias
Pela decência na política
Pelo direito à verdadeira indignação nacional

Embora concorde com todos os objectivos propostos, e também com alguns omitidos, não consigo aderir ao movimento por uma razão básica; o chá. Não está nos meus hábitos.
Estou mais ao nível de um "Vinho Verde Party". Nesse caso, por desnecessário, nem é preciso incluir no título a referência a Portugal.  
 
..

sábado, dezembro 25, 2010

O Natal dos Aeroportos

.




Entre 500 e 700 pessoas viram-se obrigadas a passar a noite de Natal no aeroporto internacional de Bruxelas por conta dos atrasos e cancelamentos de voos devido à neve, uma situação que começa a ser resolvida neste sábado, informou a imprensa local.

Se já temos o "Natal dos Hospitais" por que não termos também o "Natal dos Aeroportos" ?

.

Brain Wash

.

Foto de Matthieu G.

O candidato presidencial Cavaco Silva afirmou-se quinta-feira à noite alvo de uma "campanha suja" a propósito do Banco Português de Negócios (BPN), em resposta ao seu adversário Defensor Moura, que o acusou de "pactuar com negócios ilícitos".

Ao insistir no tema que dominou o confronto de meia hora com o seu opositor, Cavaco admitiu que entre os seus adversários existirão pessoas sérias, “mas terão de nascer duas vezes para ser mais sérios do que eu”, antes de sublinhar que a sua vida foi analisada “ao pormenor” desde 1980.

Público 24.12.2010

.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Wiki Pimba

.



Os jornais de hoje garantem que ainda circulam por aí cassettes pirata das mais intrigantes gravações de 2010. É o nosso modesto Wikileaks.
Que pena já não chegarem aos mercados e feiras a tempo das prendas de Natal. 

.

O país das excepções

.

O comando-geral da GNR fez nos últimos meses mais de quatro mil processos de promoção de guardas, sargentos e oficiais daquela força militar. As subidas de posto são relativas a 2007, 2008, 2009 e a este ano, implicando o pagamento de centenas de milhares de euros de retroactivos.
Este é um processo que se acelerou em Outubro, quando foram conhecidas as linhas mestras do Orçamento de Estado de 2011, que prevê o congelamento de carreiras e cortes salariais entre 3,5 e 10 por cento. Isso mesmo assume ao PÚBLICO o porta-voz da GNR, o tenente-coronel Costa Lima, que sublinha, contudo, que "ninguém foi promovido antes do tempo".
....
A PSP também promoveu este ano 1200 efectivos (800 agentes, 250 chefes e 150 oficiais) resultantes de concursos realizados em 2008 e 2009. O desbloqueamento das promoções foi pretexto para várias acções de protesto, explica ao PÚBLICO o presidente da Associação Sindical dos Profissionais da PSP, Paulo Rodrigues, que aponta a concentração de polícias junto da residência oficial do primeiro-ministro, em 23 de Setembro, como a principal razão do fim do impasse na progressão das carreiras.
Público 23.12.2010
 
Depois da PT e de outras empresas, dos Açores e da Madeira, de certos hospitais, do IVA social etc, etc, etc.
Quer as leis sejam justas, ou injustas, há sempre um caminho para as contornar.
Portugal é excepcional, é o país das excepções.
.

quarta-feira, dezembro 22, 2010

A globalização da CCTV

.



Como parte de sua expansão internacional, a estatal CCTV (Televisão Central da China) realizou entre às 11h e às 14h desta terça-feira em São Paulo a cerimônia de inauguração de suas operações na América Latina.
Com sede na capital paulista, a CCTV latino-americana começará suas transmissões para a China em 2011 com 35 profissionais, incluindo 20 em São Paulo. Segundo a diretora da CCTV latino-americana, Ye Lulu, os demais funcionários atuarão em sucursais na Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, México, Peru e Venezuela.
A escolha de São Paulo como sede da CCTV América Latina deveu-se à influência do Brasil na região e à infraestrutura da capital paulista, afirmou a diretora. “Atravessamos 17 mil quilômetros para chegar à terra do samba e do futebol. A CCTV é uma janela para a China conhecer o mundo e vice-versa”, afirmou Ye Lulu durante discurso na cerimônia de inauguração em Pinheiros.
Em seus pronunciamentos para cerca de 100 convidados, o vice-presidente da CCTV, Zhang Changming, e o embaixador da China no Brasil, Qiu Xiaoqi, indicaram que a CCTV América Latina representará uma oportunidade de incrementar ainda mais as crescentes relações de Pequim com a região e o País. “O Brasil está em ascensão e tem com a China posições similares em várias questões internacionais”, afirmou o embaixador, lembrando que Pequim se tornou neste ano o maior investidor estrangeiro no País.
Com a CCTV América Latina, a rede estatal chinesa, fundada em 1º de maio de 1958, contará com seis bases de operação, sendo as demais na Europa, EUA, Rússia, África e Ásia-Pacífico. Na China, a emissora opera por meio de 26 canais abertos e 13 pagos, tendo diariamente 700 milhões de espectadores. No mundo, a TV atua em 140 países e regiões, atingindo 200 milhões de pessoas. Até o fim deste ano, ela chegará a ter 50 estações de correspondentes no exterior, com a previsão de abrir mais 16 no próximo ano.

IG - Último Segundo, 21.12.2010

.

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Os novos heróis

.



A briga com o gigante Google pode ter sido moldada para Qi Lu, um homem acostumado a superar obstáculos. Ele nasceu em Xangai no início dos anos 60, em meio à Revolução Cultural chinesa. Por causa da perseguição da ditadura, seus pais o mandaram ainda garoto para a casa do avô, na província de Jiangsu. Lu passou sua infância num vilarejo habitado por 400 famílias, onde predominava a agricultura de subsistência. A figura mais notável da comunidade era a professora. Uma única, que dava aula para todos os alunos, independentemente da matéria e da série das crianças. “A professora tinha status de rainha”, afirma Qi Lu. “Era a única que comia carne todos os dias do ano.” Segundo ele, para o resto dos habitantes, comer carne era um privilégio que acontecia apenas uma vez por ano. Depois de passar por exames apertados, conseguiu uma vaga na Fundan University, em Xangai. “No início dos anos 80, só 3% dos jovens que se formavam no ensino fundamental ingressavam na universidade.”

A vida de Qi Lu ganhou outro rumo quando ele foi assistir a uma apresentação do professor Edmund M. Clarke, da universidade americana Carnegie Mellon. Clarke ficou impressionado com as perguntas feitas pelo jovem chinês e resolveu oferecer-lhe uma bolsa de estudos para Ph.D. Clarke pagou a inscrição de US$ 45, equivalente a quatro salários e meio de Qi Lu como professor universitário na China. Qi Lu passou no exame e mudou-se para os Estados Unidos. Enquanto estudava, começou a trabalhar na IBM, em 1996. Ajudou a desenvolver o Altavista, um dos primeiros buscadores. Depois foi chamado para o Yahoo!. Dez anos depois, quando saiu, liderava um time de 3 mil engenheiros, que o homenageou com uma camiseta com as frases: “Eu trabalhei com Qi Lu. E você?”.


Mais uma história fascinante.
O arquétipo em voga já não é o magnata da finança. Os heróis das gerações actuais são gurus da tecnologia, com ar desinibido e vagamente ecológico, que inventam produtos de sucesso global.
Ver o resto do artigo AQUI.

.

domingo, dezembro 19, 2010

Pelo emprego na China


Na hora de abrir os presentes, a probabilidade de também serem produzidos naquela que é considerada a fábrica do mundo é francamente elevada: os brinquedos para os mais novos, os cachecóis e as peúgas para os mais velhos, as máquinas fotográficas, os plasmas e o material informático. O Pai Natal afinal tem uma fábrica de brinquedos com duendes atarefados, mas a maioria deles está no outro lado do mundo.
Até as prendas mais desejadas e caras deste Natal, o iPad, o tablet da Apple, e a consola de jogos Wii bem como a maioria dos telemóveis de última geração, não fogem à regra: viajaram do país oriental para fazer as delícias dos portugueses. è normal, na etiquetagem destes produtos encontrar o famoso Made in China ou Assembled in China.
Agência Financeira 18.12.2010
.
É por isso que estão em larga medida desactualizadas as teorias económicas que defendem o aumento do consumo privado para a criação de emprego.
Nas condições actuais, com a nossa industria debilitada como está, o consumo das famílias em Portugal cria emprego, sem dúvida, mas é na China.

.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

Rottweiler

..



O que Roza de Oliveira não nega é que tenha tido "milhões de encontros" com o embaixador Hoffman. Num deles, segundo o mesmo telegrama, terá dito que Ana Gomes "é uma senhora muito excitada que é pior que um rottweiler solto". O assessor rejeita esta frase: "O que posso ter dito, porque tinha um rottweiler na altura, é que a diferença entre Ana Gomes e um rottweiler é que este larga" aquilo a que se agarra. "Era uma expressão que eu usava", afirma.

Público 16.12.2010

.

quarta-feira, dezembro 15, 2010

terça-feira, dezembro 14, 2010

Planeamento a longo prazo

.



O presidente da FIFA, Joseph Blatter, pediu para que os homossexuais respeitem as tradições no Catar, que recebe o Mundial de 2022, e que sejam abstinentes.
A Bola 14.12.2010

Planeamento a longo prazo.

.

Uma questão de firewall

.





A evasão fiscal das empresas é um dos crimes económico-financeiros que mais tem crescido em Portugal. E quase todas tentam fugir aos impostos de forma organizada e sofisticada. O crime, que anteriormente não motivava um inquérito judicial, é hoje uma das principais preocupações dos magistrados portugueses. Cândida Almeida, directora do DCIAP (Departamento Central de Investigação e Acção Penal), diz ao i que "há muitíssima evasão fiscal em Portugal" e os magistrados têm pouca formação e meios pouco especializados para combater um crime cada vez mais qualificado. 
"Todos os que podem fogem aos impostos de uma maneira mais ou menos sofisticada." A magistrada nota que o contexto da evasão fiscal é preocupante para o sistema financeiro português, muito pouco auto-sustentável e o défice recai sobre áreas essenciais para o país. "A qualidade da evasão fiscal em Portugal é extremamente prodigiosa para as finanças de um país que apenas se auto-financia através dos impostos." Por outro lado, a fuga de impostos motiva o bloqueamento de verbas na educação, saúde e justiça, apontou Cândida Almeida, durante o seminário do OSCOT sobre Criminalidade Organizada, que decorreu ontem em Lisboa. 
São cerca de cinco mil, o número de inquéritos de crime tributário nas mãos do Ministério Público. E, apesar do aumento no número de processos ser pouco significativo comparativamente a 2009, o crescimento pode ser considerado de 100% relativamente à última década. "Este crime não motivava um inquérito. A investigação hoje existe pelo grande esforço e contributo da Direcção Geral de Impostos, Polícia Judiciária e Ministério Público." A magistrada reforçou ainda a intenção e vontade do governo para travar a evasão fiscal no país, mas alerta para a insuficiência dos meios disponíveis. "Faltam meios humanos, tecnológicos e especialização. A formação tem sido feita à custa própria. Faltam meios necessários para que possamos dedicar-nos com conhecimento e profundidade a estas questões." 
A falta de sofisticação do Ministério Público contrapõe a "alta especialização" das empresas. Uma investigação pouco focada, devido à falta de análise e conhecimento das vulnerabilidades das instituições, foi um dos pontos críticos apontado por Maria José Morgado durante a sua intervenção. A directora do DIAP de Lisboa alertou para as dificuldades em combater a criminalidade organizada, sobretudo a corrupção e evasão fiscal, que "tende a disparar". "Não podemos investigar em pilhas de papel", ironiza a magistrada. O crime económico financeiro apresenta grandes barreiras por abranger pessoas colectivas e recorrer ao anonimato. O uso de novas tecnologias, estruturas de negócios lícitos, regime de offshore e o pacto de silêncio são alguns dos exemplos apontados pela magistrada, que dão conta da sofisticação do crime. O Ministério Público não tem qualquer tipo de prevenção, diz Maria José Morgado, que foi categórica na sua afirmação: "Estamos sem firewall. Tudo é possível." 

Público 14.12.2010


O único problema das finanças públicas em Portugal é portanto conseguir que todos cumpram as suas obrigações fiscais. Basta fazer uma lei que permita confiscar todos os bens dos faltosos e cumpri-la.
Deixaremos então de ter défice e viveremos num verdadeiro paraíso.
Mas para isso é necessário que os governantes quando se virem na posse dessas enormes verbas não desatem a gastar irresponsavelmente como costumam fazer.
É tão simples que até mete raiva.
.

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Morte e ressurreição de Keynes

.



 


.

Santa ingenuidade

.



A China deverá fechar o ano com 18 milhões de veículos vendidos, um novo recorde que reafirma a posição do gigante asiático como o maior mercado automóvel do mundo.
Entre Janeiro e Novembro já se venderam 16,4 milhões de veículos, mais 35% do que no período homólogo de 2009. A maior subida das vendas foi registada nos veículos até aos 1600 centímetros cúbicos, que contam com subsídios e benefícios fiscais.
Estes indicadores elevaram as previsões das vendas de veículos para todo o ano de 2010 na China, estimando-se esse valor acima dos 18 milhões, um número superior aos 13,6 milhões de automóveis vendidos na China em 2009 e que tornaram aquele país no maior mercado mundial de veículos novos, superando os Estados Unidos.
Económico 12.12.2010

Entretanto...

O que era apenas uma ameaça, agora se concretizou. Os chineses já estão fabricando carros na América do Sul – e o primeiro sino-latino é o SUV compacto Chery Tiggo, que começou a ser produzido em Carrasco, no Uruguai. Em uma volta rápida por Buenos Aires, na Argentina, onde o Tiggo foi apresentado no começo de julho, meu conceito (melhor, meu préconceito) sobre carros chineses mudou. Percebem-se no Tiggo qualidades que o colocam como opção ao Ford EcoSport e ao Hyundai Tucson – e isso você terá oportunidade de conferir em outubro, no Salão do Automóvel, em São Paulo. As vendas por aqui começam na virada do ano.

A marca chinesa Chery chega ao Mercosul nas mãos do grupo argentino Socma, dirigido por Franco Macri, empresário que entre os anos 80 e 90 fabricava modelos de Fiat, Peugeot e Chevrolet. Desta vez, Macri fez uma joint-venture para a construção da fábrica onde foram investidos US$ 30 milhões. De Carrasco (Uruguai) sairão 12 mil automóveis por ano, dos quais seis mil terão o Brasil como destino. A fabricante informa que 40% das peças do Tiggo são fornecidas por empresas de Brasil e Argentina. Em 2010, o plano da empresa é dobrar a produção com a fabricação de um novo modelo.
Car & Driver (edição brasileira)

Ainda há quem acredite que a crise financeira da Europa e dos Estados Unidos teve origem no sub-prime imobiliário, no incumprimento do pagamento das casas vendidas a quem não tinha rendimentos suficientes.
Santa ingenuidade. Infelizmente o problema é muito mais fundo.

.

domingo, dezembro 12, 2010

Fome de seriedade

.



A propósito da excelente, mas tardia, decisão de recolher a comida não utilizada pelos restaurantes e de a distribuir a quem dela necessite, regressou a retórica da fome.
Chega a ser revoltante ver como tal termo é abusivamente usado entre nós enquanto na África e na Ásia se morre aos milhões, aí sim, de verdadeira fome. A propaganda política e o proselitismo religioso, para não falar na mera voracidade dos que pretendem abocanhar os dinheiros públicos, servem-se despudoradamente da "fome" como bandeira.
Ainda recentemente Cavaco Silva, numa cena deplorável, representou perante as câmaras da TV a sua vergonha por haver portugueses com fome.
Nesta época natalícia não há marca comercial que não queira aparecer como filantrópica pois os especialistas de marketing devem ter convencido o patronato de que a caridade aumenta as vendas. Por outro lado multiplicam-se as ONG destinadas a "ajudar os necessitados" com recolhas gigantescas de donativos.
Com toda esta azáfama somos levados a interrogar-nos se não deviam já ter acabado todos pobres em Portugal, tantos e tão mediáticos são os caridosos.
Mas não, todo este estendal de bondade exposto em público serve mais os seus autores do que os hipotéticos destinatários.
Os números avançados nos jornais parecem basear-se em sensações avulsas e não ter qualquer consistência.
Um trabalho sério e objectivo sobre a matéria continua por realizar deixando o terreno livre para todo o tipo de demagogias.

.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

Então pagamos nós

.

O Governo vai propor aos parceiros sociais a criação de um fundo para financiar os custos dos despedimentos, à semelhança do que já foi aprovado em Espanha. A matéria foi colocada em cima da mesa na reunião de anteontem com a UGT, mas há ainda muitas questões em aberto.
O objectivo é criar condições para que as empresas deixem de usar os elevados custos dos despedimentos como justificação para não criarem novos postos de trabalho e, ao mesmo tempo, tentar influenciar os indicadores internacionais que colocam Portugal no topo dos países onde os despedimentos são considerados mais dispendiosos.
Caso a ideia vá por diante, e segundo o PÚBLICO apurou, a intenção do Governo é manter o valor das indemnizações por despedimento actualmente previstas no Código do Trabalho e transferir para esse fundo a responsabilidade pelo pagamento da indemnização ao trabalhador. A forma como o fundo será alimentado é outra questão que está por definir, mas deverá contar com as contribuições das empresas e, possivelmente, com dinheiros públicos.
Público 10.12.2010

Em suma, o governo quer por-nos a nós a pagar as indemnizações que as empresas deviam pagar.

.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

A crise fica aonde?



Em apenas sete dias, foram levantados 598 milhões de euros da rede multibanco e gastos outros 673 milhões nos terminais de pagamento automáticos nas lojas.

Dados divulgados hoje pela SIBS revelam que, entre 29 de Novembro e 5 de Dezembro, houve nove milhões de levantamentos, num valor total de 598 milhões de euros, mais cinco milhões do que no mesmo período do ano passado.
O valor médio levantado também subiu, passando de 69 para 70 euros.
No mesmo período, foram efectuadas 16 milhões de compras nos terminais de pagamento automático, alcançando um valor global de 673 milhões de euros, o que significa um acréscimo de 30 milhões de euros face a igual período de 2009.
Público 98.12.2010

Afinal essa coisa da crise fica aonde?

.

terça-feira, dezembro 07, 2010

Candidato ao prémio Nobel?

.



O fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, vai ficar detido até 14 de Dezembro, decidiu esta tarde o Tribunal de Justiça de Westminster.
A decisão foi tomada após a audição do fundador da WikiLeaks, em virtude de um mandado de captura europeu relacionado com uma acusação de violação feita pela justiça sueca.
Público 07.12.2010

Se este tipo fosse chinês tornava-se um sério candidato a prémio Nobel da Paz.

.

Quem se importa com os professores?

.



Um dos números mais curiosos que se pode encontrar no relatório Pisa 2010 é como Portugal é um dos países que mais chumba os seus alunos. Quando falamos de dinheiro, o nosso País gasta comparativamente pouco por aluno mas é dos que paga melhor aos professores.

1 - Reprovações
A taxa de reprovação dos estudantes portugueses é das mais altas dos países da OCDE. 35% dos alunos portugueses chumbam um ou mais anos, enquanto a média da OCDE é de apenas 13%. Números mais altos encontram-se apenas na França, Luxemburgo e Espanha. Já na Noruega, Coreia e Japão não há reprovações e na Islândia o valor também não chega ao 1%.

2 - Hábitos de Leitura
35,6% dos estudantes portugueses dizem que ler é uma das suas actividades preferidas, em comparação com os 32,9% da OCDE. Já no que respeita a leituras ‘online', os portugueses passam mais tempo em relação à média da OCDE a ler ‘emails' e em ‘chats' e menos a ler jornais na Internet.

3 - Salários dos professores
Os salários médios dos professores primários na OCDE, após 15 anos de experiência, são 113% do PIB per capita. Em Portugal, o mesmo índice é de 155%. Este número mantém-se para os professores do Ensino Secundário, enquanto na OCDE os professores secundários ganham entre 118% e 125% do PIB per capita, após 15 anos de carreira. Os países em que os professores ganham mais, segundo o relatório PISA, são Portugal, Coreia, México, Alemanha e Suíça. Os países onde os professores ganham menos são, por exemplo, Hungria, Islândia e Estónia, em comparação com o PIB per capita.

4 - Gastos por aluno
Portugal gasta, por aluno, 42.322 euros (usando Poder Paridade Compra ou PPP). A média da OCDE fica nos 51.511 euros por aluno, mas países como Espanha (55.781 euros por alunos, usando o PPP) ou Itália (58.200 euros) ultrapassam largamente esse valor.

Económico, 07.12.2010

.

segunda-feira, dezembro 06, 2010

O Jardim dos Açores

.

O presidente do PS/Açores, Carlos César, acusou hoje Cavaco Silva de “dividir os portugueses”, lançando os do continente contra os do arquipélago, na sequência dos comentários que fez à remuneração compensatória para os funcionários públicos.
Público 05.12.2010

Às maravilhosas ilhas dos Açores saíu em sorte um Jardim que, em vez da farsa histriónica, cultiva o dislate imbecil. 

..

sábado, dezembro 04, 2010

O TGV chinês avança

.

O comboio chinês da China Railway High-Speed, alcançou esta sexta-feira uma velocidade de 486,1 km/h, transformando-se na composição mais rápida do mundo, afirmou a agência Xinhua.
O recorde foi estabelecido no percurso que liga a cidade de Zaozhuang, na província de Shandong, até Bengbu, na província de Anhui, de 220 quilómetros.
Com isso, superou os 416,6 km/h atingidos em Setembro no trajecto entre Xangai, centro económico e financeiro da China, até Hangzhou, capital da província de Zhejiang.
O comboio, do modelo CRH380A, é utilizado no trajecto entre Pequim e Xangai, que em 2011 contará com 24 estações e unirá as duas cidades em quatro horas, passando por sete províncias formando a linha férrea de alta velocidade mais longa do mundo.
Entre outras características, a ferrovia mais rápida do mundo tem salas VIPs com sofás-camas, ecrãs planos de televisão e compartimento para reuniões privadas e de negócios.
A linha férrea Pequim-Xangai ligará as áreas económicas mais proeminentes do país e transformar-se-á na mais ocupada, já que diariamente transportará 220 mil passageiros.
O custo total da linha será de 12 mil milhões de dólares. Interessado na tecnologia francesa e alemã, o Ministério de Ferrovias chinês convidou empresas estrangeiras para investirem no projecto. Alstom, Siemens e Mitsubishi-Kawasak são algumas das envolvidas.
Actualmente, as linhas de alta velocidade da China alcançam os 7.531 quilómetros e são as mais longas do mundo. Na China, diariamente funcionam mil comboios e cerca de 1 milhão de pessoas utilizam o serviço.
Diário Digital 03.12.2010

.

sexta-feira, dezembro 03, 2010

O buraco

.



Há já cinco anos que o buraco na camada de ozono sobre a Antárctida não era tão reduzido, informam hoje investigadores neozelandeses, com base em dados de satélite e medições a partir do solo.
O buraco na camada de ozono, uma “porta de entrada” para os raios ultravioletas que podem ser nocivos para a saúde e Ambiente, atingiu uma área máxima de 22 milhões de quilómetros quadrados este ano, comparada com os 24 milhões registados no ano passado, segundo os investigadores do Niwa, Instituto nacional neozelandês para a Investigação Atmosférica e da Água, sediado em Auckland.
O cientista do Niwa Stephen Wood disse ao jornal “New Zealand Herald” que se tem registado nos últimos anos uma tendência para a diminuição do buraco na camada de ozono. “Todos os anos assistimos a variações na dimensão do buraco de ozono, causadas por diferenças na temperatura e circulação atmosférica. Por isso, não podemos dizer com certeza que o buraco na camada de ozono está a melhorar, com base nas observações que fazemos por ano”, comentou. “Ainda assim, temos agora uma série de anos com buracos de ozono menos severos. Isso indica que podemos começar a ver uma recuperação”, disse Stephen Wood, citado por aquele jornal.
O buraco na camada de ozono sobre a Antárctida forma-se todos os anos em Agosto e Setembro e normalmente desaparece em Novembro ou Dezembro. A maior área alguma vez registada foi 29 milhões de quilómetros quadrados, no ano de 2000.
Público 03.12.2010

Este arreliante retrocesso do buraco, que juntamente com a "gripe das aves" e a "gripe A" tanto nos assustaram, vem assim pôr em causa uma dos muitas catástrofes prometidas que povoam o nosso mundo, prontas a castigar os nossos pecados.
Não faz mal. Novas ameaças serão certamente inventadas.

.

Não é para todos

.

São quase dois milhões e meio de euros para estudar a forma como a Europa reage ao conhecimento vindo do resto do mundo. O sociólogo Boaventura Sousa Santos vai receber uma bolsa europeia, de 2,4 milhões de euros, para desenvolver um projecto na área das ciências sociais.
O projecto apoiado pelo European Research Council é o primeiro atribuído na área das ciências sociais e vai ser desenvolvido nos próximos cinco anos pelo Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra. Para a investigação será criada uma equipa com quatro investigadores doutorados e oito em doutoramento.
Segundo o comunicado do CES, o objectivo do projecto científico centra-se em duas ideias principais: "O conhecimento do mundo excede em muito o modo como a Europa o vê e a transformação social, política e institucional da Europa beneficiará bastante com a compreensão das inovações que estão a ocorrer em muitos países e regiões com quem a Europa tem relações de interdependência". Para tal, a investigação vai abordar a "democratização da democracia; o constitucionalismo intercultural; as outras economias; e os direitos humanos", estudando nove países.
Público, 03.12.2010

Isto até faz inveja. Dispor de milhões de euros para estudar algo totalmente indefinido e comprometer-se a produzir resultados cuja validade é impossível comprovar é algo a que todos gostaríamos de ter acesso.
Mas, como quase todas as coisas boas da vida, não é para todos.

.

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Opinião qualificada sobre a ADSE

.


O presidente da Entidade Reguladora da Saúde defende uma acção mais pedagógica que repressiva do regulador. Mas será inflexível em garantir um tratamento igual para todos os doentes do SNS.

Em relação à ADSE, os responsáveis dos hospitais privados alegam que os pagamentos estão desactualizados.
Esse é um problema que o Governo poderá e deverá resolver. É sabida a minha opinião em relação à ADSE. Noutra sede, defendi a auto-sustentabilidade financeira da ADSE. É uma questão de equidade. É preciso pensar se faz sentido que a maior parte dos contribuintes paguem as despesas de saúde de uma parcela de portugueses que são funcionários públicos.
Público, 02.12.2010

Concordo plenamente.

.